quinta-feira, 23 maio, 2024

Quadrilha que dava golpe para desviar precatórios é presa

Divulgação

 

Da Tribuna da Imprensa

 

Policiais civis da 14ª DP (Leblon) realizaram a “Operação Poseidon”, contra uma associação criminosa composta por estelionatários. O grupo é liderado por um advogado criminal que obtém informações privilegiadas sobre precatórios que estão prestes a serem pagos pela Justiça. Três homens e uma mulher foram presos, na Zona Oeste do Rio e nos municípios de Niterói e São Gonçalo.

O líder da quadrilha é o advogado e professor Patrick Rosa Barreto. Ele foi preso em Guaratiba, na zona oeste da cidade. De acordo com as informações apuradas pelos policiais, cabia a Patrick identificar precatórios já liberados e ainda não pagos. Depois disso, ele falsificava documentos e roubava os benefícios.

Carlos André da Fonseca Cunha, Diego Silva Tobias e Marhyra Machado eram os encarregados de comparecer às agências bancárias e sacar o dinheiro. Os valores variavam de R$ 40 mil a R$ 100 mil.

Precatórios são formalizações de requisições de pagamento em face de uma condenação judicial definitiva ou irrecorrível. De acordo com as investigações, esse homem passava as informações para os comparsas, que iam a bancos com documentos falsos para tentar retirar o dinheiro.

A maior parte das vítimas era composta por pessoas idosas, algumas até já falecidas. Como muitas vezes há uma demora no pagamento dos precatórios, os criminosos tinham maior facilidade para agir. As investigações continuam para identificar os possíveis servidores que repassavam essas informações ao advogado.

 

*Com informações da Rede Bandeirantes e do website da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

 

Confira outras notícias da editoria RIO clicando aqui.

 

Confira outras notícias da editoria RIO clicando aqui.