Search

quinta-feira, 25 jul, 2024

Trump viajará a Nova York para audiência

Ex-presidente
REUTERS/Leah Millis

 

Da Agência Reuters

 

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump voará da Flórida para a cidade de Nova York nesta segunda-feira, antes de sua audiência de acusação relacionada ao dinheiro pago a uma estrela pornô antes da eleição de 2016, em meio a um reforço na segurança em Manhattan.

Trump, o primeiro ex-presidente dos EUA a enfrentar acusações criminais, deve ser indiciado, ter as impressões digitais coletadas e ser fotografado no tribunal do centro de Manhattan na terça-feira. Seus advogados disseram que ele entrará com uma alegação de inocência.

As acusações específicas incluídas no indiciamento do grande júri não foram divulgadas; a audiência de terça-feira marca a primeira aparição de Trump no tribunal e perante um juiz no caso.

O empresário republicano que virou político planeja viajar de sua propriedade em Mar-a-Lago em Palm Beach ao meio-dia na segunda-feira, passando a noite na Trump Tower em Manhattan antes de chegar ao tribunal na manhã de terça-feira, disse um assessor.

Um funcionário do tribunal afirmou que a acusação está marcada para 14h15 (15h15 em Brasília) na terça-feira. Trump então retornará à Flórida e fará comentários em Mar-a-Lago às 20h15 na terça-feira, segundo seu gabinete.

Durante o fim de semana, a polícia de Nova York começou a erguer barricadas ao longo das calçadas ao redor da Trump Tower e do edifício da Corte Criminal de Manhattan no centro da cidade, e alguns outros tribunais serão esvaziados.

Manifestações são esperadas nesses locais e a polícia prometeu estar preparada. “Os policiais foram colocados em alerta e o departamento continua pronto para responder conforme necessário e garantir que todos possam exercer seus direitos pacificamente”, disse o Departamento de Polícia de Nova York em um comunicado.

Outros tribunais nos andares superiores da corte serão fechados antes da acusação como parte das precauções de segurança, disse uma autoridade do tribunal.

A deputada norte-americana Marjorie Taylor Greene tuitou um convite no domingo para que se juntem a ela em um protesto perto do tribunal na terça-feira, dizendo “Eles não estão vindo atrás do presidente Trump, eles estão vindo atrás de nós, ele está apenas no caminho”.

Antes da acusação, o grande júri ouviu evidências sobre um pagamento de 130.000 dólares à atriz de filmes adultos Stormy Daniels nos últimos dias da campanha presidencial de 2016. Daniels disse que foi paga para manter silêncio sobre um encontro sexual que teve com Trump em um hotel de Lake Tahoe em 2006. Trump nega o encontro.

Trump, de 76 anos, foi presidente de 2017 a 2021 e em novembro lançou uma candidatura para reconquistar a Presidência em 2024, com o objetivo de negar ao presidente democrata Joe Biden um segundo mandato.

A notícia da acusação, decorrente de uma investigação liderada pelo promotor distrital democrata de Manhattan Alvin Bragg, veio à tona na última quinta-feira. Trump se declarou inocente e ele e seus aliados classificaram as acusações como politicamente motivadas.

 

Confira outras notícias da editoria GEOPOLÍTICA clicando aqui.