sexta-feira, 1 dez, 2023

Colonos israelenses atacam palestinos na Cisjordânia

Palestino Omar Khalifa
REUTERS/Raneen Sawafta

Da Agência Reuters

 

Colonos israelenses atacaram durante a noite de segunda-feira palestinos no vilarejo de Huwara, na Cisjordânia, cenário de um violento ataque na semana passada por dezenas de colonos em busca de vingança pelo assassinato de dois israelenses sentados em seu carro em um posto de controle próximo.

Huwara, um vilarejo palestino perto de um importante entroncamento rodoviário onde colonos e palestinos frequentemente se enfrentam, tornou-se o mais recente ponto de conflito após meses de agravamento da violência na Cisjordânia ocupada.

O Exército israelense e as forças policiais de fronteira dispersaram multidões do que os militares descreveram como “uma série de tumultos violentos” em Huwara, e vídeos compartilhados nas redes sociais mostraram um grupo de jovens vestidos de preto atacando um carro palestino antes que seu motorista conseguisse se afastar.

“Eles estavam atirando em nós com munição real. Deus nos ajudou”, disse Omar Khalifa, que acabava de fazer compras em um supermercado e entrava no carro com sua família quando o ataque aconteceu.

Outras imagens pareciam mostrar soldados israelenses dançando junto com colonos judeus na cidade no que era o festival judaico de Purim. “Huwara foi conquistada, senhores!”, uma voz é ouvida dizendo em hebraico.

Os militares não responderam a uma pergunta sobre as imagens dos soldados dançando com os colonos quando responderam a um pedido de informações sobre o incidente. Tampouco responderam imediatamente a uma pergunta da Reuters sobre se houve alguma prisão.

“Eles chegaram perto do supermercado e carregavam machados e pedras”, disse Faisal Shehada, que testemunhou o ataque. “Eles começaram atirando pedras e nós os enfrentamos, depois os soldados chegaram e houve tiroteio e eles quebraram carros.”

Na semana passada, colonos incendiaram dezenas de carros e casas em Huwara depois que dois irmãos foram baleados por um suposto atirador palestino enquanto estavam sentados em seu carro em um posto de controle próximo.

Desde o início do ano, as forças israelenses mataram mais de 65 palestinos, incluindo combatentes militantes e civis, enquanto no mesmo período os palestinos mataram 13 israelenses e uma mulher ucraniana em uma série de ataques aparentemente descoordenados por indivíduos.

 

Confira outras notícias da editoria GEOPOLÍTICA clicando aqui.