quarta-feira, 24 abr, 2024

Temporada da Fórmula 1 começa nesta sexta-feira

REUTERS

Claudio Fernandes, da Tribuna da Imprensa

 

Começa nesta sexta-feira, às 8h30 (Horário de Brasília), a temporada mais longa da história da Fórmula 1. Pela primeira vez, a categoria mais importante e relevante do automobilismo mundial terá 23 corridas – e seis corridas curtas – em seu calendário. As atividades iniciam no Oriente Médio com a primeira sessão de treinos livres. No mesmo dia, haverá outra sessão, de meio-dia até uma da tarde. No sábado ocorre outra sessão livre e a primeira formação do grid. A corrida está marcada para domingo, às 12h. A transmissão para o Brasil se dará pela Rede Bandeirantes e pela versão paga do aplicativo oficial da Fórmula 1.

Após o domínio da Red Bull na pré-temporada, a expectativa é que os rubro-taurinos confirmem o seu favoritismo pelo menos nas primeiras corridas do ano. Max Verstappen, campeão mundial em 2021 e bi em 2022 – com o recorde de 15 vitórias em 22 GPs – desponta como o principal candidato a conquistar o título novamente. O melhor tempo dos testes da pré-temporada, no entanto, foi de Sergio Pérez, seu companheiro de equipe. O mexicano deixou claro que, pela primeira vez, o carro foi concebido à sua feição, com a traseira mais “colada” no chão e a frente mais “solta”.

O público brasileiro, que aguardava a participação de Felipe Drugovich, piloto de testes da Aston Martin, na abertura da temporada, teve sua expectativa frustrada nesta sexta-feira, quando a equipe anunciou que o titular Lance Stroll, que se recupera da um acidente de bicicleta, pilotará no fim de semana.

A Aston Martin, aliás, gera boa expectativa após uma grande participação de Fernando Alonso e Drugovich na pré-temporada. Mercedes e Ferrari, teoricamente as duas escuderias candidatas a atrapalhar a missão da Red Bull, apresentaram bons e maus momentos nos treinos e surgem como incógnitas. Na Mercedes, a luta do heptacampeão e recordista de vitórias e pole-positions Lewis Hamilton começa mesmo contra o novato George Russel, que fez grande ano em 2022 e ameaça o reinado do compatriota na equipe.

No mais, as expectativas ficam por conta do que McLaren e Alphine apresentarão após uma péssima pré-temporada. Além disso, os olhos estarão voltados também para a Alpha Romeo, que rendeu bem nos testes da semana passada e promete lutar por pontos e, quem sabe, pódio. A saber nos próximos nove meses.

 

Confira outras notícias da editoria ESPORTES clicando aqui.