terça-feira, 16 abr, 2024

Portugal estraçalha ferrolho suíço: 6 a 1

Não houve retranca que resistisse à atuação histórica de Gonçalo Ramos. (REUTERS)

Claudio Fernandes e Agência Brasil

Sem dó nem piedade. Foi assim que Portugal forçou, arrombou e estraçalhou o célebra ferrolho suíço e eliminou o país conhecido por seu forte sistema defensivo com uma goleada humilhante por 6 a 1 na tarde desta terça-feira. O resultado garantiu a classificação lusa para as quartas de final da Copa do Mundo. Na próxima fase, o adversário será o surpreendente Marrocos, que, mais cedo, venceu a Espanha na disputa de pênaltis.

No banco de reservas pela primeira vez em um jogo de Copa do Mundo, Cristiano Ronaldo assistiu uma atuação antológica de Gonçalo Ramos, seu substituto. Logo aos 16 minutos, quando a partida começava a ficar arrastada, o camisa 26 de Portugal recebeu dentro da área e girou de perna esquerda, mandando um chutaço no ângulo do goleiro Sommer para abrir o placar.

Em desvantagem no marcador, a Suíça foi obrigada a sair de trás. E até conseguiu criar uma oportunidade, em bela cobrança de falta de Shaqiri. Mas a tentativa de reação durou pouco. Aos 32, o experiente zagueiro Pepe, de 39 anos, aproveitou uma cobrança de escanteio para concluir de cabeça e fazer 2 a 0.

Aos 37, a Suíça não descontou por muito pouco. Freuler aproveitou o rebote do goleiro Diogo Costa e cabeceou. A bola estava entrando, mas Dalot salvou praticamente em cima da linha. A próxima grande chance foi portuguesa. Aos 42, Bruno Fernandes achou um passe espetacular para Gonçalo Ramos. O centroavante ficou de frente para o goleiro Sommer, concluiu e o defensor suíço evitou o terceiro.

SEGUNDO TEMPO

 

O gol que não saiu no finalzinho da primeira etapa surgiu logo nos primeiros minutos do segundo tempo. Dallot cruzou da direita, aos cinco minutos, e o próprio Gonçalo Ramos se antecipou à zaga para bater por baixo do goleiro. O quarto gol veio cinco minutos depois. Raphael Guerreiro, após boa jogada pela esquerda, bateu forte para estufar a rede suíça.

Gonçalo Ramos teve atuação histórica na goleada portuguesa. (Twitter/FIFA).
Gonçalo Ramos teve atuação histórica na goleada portuguesa. (Twitter/FIFA).

Mesmo em situação extremamente complicada, a Suíça seguiu tentando e foi premiada com o gol de honra aos 12 minutos. Após cobrança de escanteio da direita, a bola foi desviada na primeira trave e Akanji finalizou com liberdade para superar Diogo Costa.

Mas o dia não era realmente da Suíça. Em um lindo contra-ataque, João Felix passou para Gonçalo Ramos, que, de cavadinha, marcou pela terceira vez na partida. 5 a 1 para a equipe da Península Ibérica.

Com o placar e a classificação já garantidos, o técnico Fernando Santos atendeu os diversos pedidos da torcida no Estádio de Lusail e colocou em campo o craque Cristiano Ronaldo.O astro até tentou marcar e se igualar a Eusébio como o maior artilheiro da equipe em Copas. Mas quem fechou o placar para os portugueses foi Rafael Leão, já nos acréscimos com um chute cruzado.

 

Confira outras notícias da editoria ESPORTE clicando aqui.