domingo, 14 abr, 2024

Esporte

Meninas de projeto social são aprovadas no futebol do Bahia

Bahia

Por meio de projetos via Lei da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, com apoio de prefeituras e patrocínio de empresas, a organização social De Peito Aberto segue realizando sonhos de crianças e adolescentes. No final de setembro, por exemplo, seis alunas da instituição foram aprovadas na primeira fase para integrarem as categorias de base do futebol feminino do Bahia, clube da primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

A avaliação aconteceu no Estádio Pituaçu, em Salvador. Mesmo local em que também são realizadas aulas de futebol para crianças e adolescentes do Projeto Esporte na Cidade. Participaram da avaliação alunas dos projetos Esporte na Cidade (Pituaçu) e Oportunidades Através do Esporte (Camaçari), ambos desenvolvidos pela De Peito Aberto. Agora em outubro, as atletas participarão da segunda fase da avaliação no Bahia. 

“Eu fiquei muito feliz ao ver o meu nome no meio de tantas meninas talentosas. Espero passar na segunda fase colocando em prática tudo o que a gente tem aprendido na De Peito Aberto”, conta Clara Vitória dos Anjos Silva, de 15 anos, umas das atletas aprovadas na avaliação. 

 

Sonho realizado

 

Torcedora do Bahia, Laura, de 15 anos, também não escondeu a alegria ao ver o seu nome na relação.

“Procuro aproveitar ao máximo as aulas, venho treinando faz tempo para jogar no clube dos meus sonhos”.

Para o Bahia, apesar do futebol ser o esporte mais popular do país, não são todos que têm a oportunidade de se inserir na modalidade e ter o incentivo necessário para seguir esse sonho. Principalmente quando se trata de futebol feminino.

De acordo com Carol Melo, Gerente de Futebol do Bahia, o ambiente seguro para o desenvolvimento das atletas também faz toda a diferença. Melo viu o resultado do projeto da De Peito Aberto na avaliação realizada no Estádio do Pituaçu.

“Por isso, projetos como a De Peito Aberto, que oferece condições para a criança desenvolver suas habilidades, são de grande importância para o surgimento de novos talentos. Além disso, são excelentes parceiros para o clube no momento da captação de novas atletas. Podemos ver meninas que demonstraram potencial e que com o trabalho correto de divisão de base podem se tornar grandes atletas”.

 

O projeto

 

A instituição social se destaca pela experiência em planejar e executar projetos em parceria com gestores públicos e privados. Seu principal diferencial a excelência pedagógica e metodológica oferecida às pessoas impactadas pelas iniciativas.

Segundo Hagmar Madeira, diretor e fundador da De Peito Aberto, a conquista das meninas é fruto do trabalho da instituição ao longo dos 17 anos de atuação. “Elas já são vitoriosas quando chegam ao projeto, pois sabemos que ali será um lugar confortável onde elas poderão se desenvolver no esporte e socialmente”.

Cristiano Caporici, diretor de marketing da Tecnobank, acredita que o projeto é fundamental para oferecer um futuro melhor para jovens atletas e para comunidades locais.

“Investir na formação de talentos esportivos é um investimento no futuro, porque o esporte não apenas promove um estilo de vida saudável. Mas também valores como disciplina, resiliência e determinação”, explica Caporici.

 

Confira outras notícias da editoria ESPORTE clicando aqui.