quinta-feira, 23 maio, 2024

Livakovic pega três pênaltis e classifica a Croácia

Goleiro entrou para a história ao classificar a Croácia às quartas de final (Twitter/FIFA).
Goleiro entrou para a história ao classificar a Croácia às quartas de final (Twitter/FIFA).

Claudio Fernandes da Tribuna da Imprensa

Junak! É dessa forma que Dominik Livakovic passará a ser chamado na Croácia, seu país. Isso porque a Copa do Mundo conheceu nesta segunda-feira o seu primeiro herói (Junak, em croata) de uma decisão por pênaltis. Após o empate em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, Livakovic pegou três pênalidades cobradas pelos japoneses e classificou os croatas para as quartas de final do Mundial do Qatar.

PRIMEIRO TEMPO

 

Não foi o que se espera de um jogo de oitavas de final de Copa do Mundo o futebol apresentado pelas seleções na primeira etapa da partida. O Japão respeitou a Croácia vice-campeã do mundo e esta, por sua vez, temia os contra-ataques da equipe que venceu Alemanha e Espanha na primeira fase da competição.

Assim, o período foi de muito estudo, marcação eficiente e pouca criatividade de ambas as partes. Este combo resultou em um espetáculo morno, que esquentou só com o gol japonês já perto do intervalo. Em cobrança de escanteio curto, Dohan recebeu pela direita, cruzou com a perna esquerda e achou a cabeça de Maeda, que mandou a bola para o fundo das redes.

Maeda marca o único gol da primeira etapa (Twitter/FIFA).
Maeda marca o único gol da primeira etapa (Twitter/FIFA).

 

SEGUNDO TEMPO

 

O gol japonês no final de um primeiro tempo morno deu novos ares à partida no início da segunda etapa. Atrás no placar, a Croácia resolveu soltar seu jogo e buscar o empate. Quando conseguiu a igualdade, já fazia por merecer. Aos 10 minutos, Lovren se aventurou no campo ofensivo e, pela direita, cruzou para uma linda cabeçada de Perisic, sem chances de defesa para Gonda.

A virada quase aconteceu aos 17 em novo lance que parecia impossível para Gonda. Mas desta vez o goleiro voou e evitou que um arremate de Modric que beirou à perfeição se transformasse no segundo gol croata. Acuado, o Japão se defendia como podia de uma Croácia que, embora longe de um ritmo veloz de jogo, rondava a área nipônica e incomodava o sistema defensivo nipônico.

Curiosamente, as duas seleções quase nada criaram a partir de então, como se parecessem dispostas a deixar a decisão da vaga para os pênaltis. Sendo assim, o restante do segundo tempo e a prorrogação foram arrastados e sonolentos, sem qualquer grande chance de gol. Mas quem esperava por emoções viu um heroi nascer após os 120 minutos de jogo.

DEFENDEU LIVAKOVIC!

 

Foi o que os narradores ao redor do mundo gritaram por três vezes durante a decisão por pênaltis. Com atuação histórica, o goleiro Croata entrou para o hall dos heróis em Copas do Mundo ao evitar que as cobranças de Minamino, Mitoma e Yoshida passassem por seus braços. Pela Croácia, Livaja cobrou na trave, mas Vlasic, Brozovic e Pasalic acertaram o alvo e ajudaram Livakovic a colocar a seleção nas quartas-de-final.

A Croácia espera o vencedor de Brasil x Coreia do Sul para, sexta-feira ao meio dia, decidir quem avança às semifinais.

 

Confira outras notícias da editoria ESPORTE clicando aqui.