Search

quinta-feira, 25 jul, 2024

Lewandowski desencanta e Polônia vence Arábia Saudita

Ídolo polonês comemora seu primeiro gol em Copas do Mundo (Twitter/FIFA)

Claudio Fernandes, da Tribuna da Imprensa

Lewandowski levou 34 anos, um pênalti perdido e duas Copas do Mundo para fazer o seu primeiro gol em Mundiais. Quando o fez, porém, foi para coroar uma ótima atuação – em que ainda deu uma assistência – e ser fundamental na vitória da Polônia por 2 a 0 sobre a Arábia Saudita, na manhã deste domingo.

De quebra, o resultado deixou a seleção do leste europeu viva na luta por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo. Para isso, não pode perder para a Argentina, na próxima quarta-feira. Os árabes, que fizeram um grande jogo, seguem dependendo de si mesmo e terão o México pela frente na mesma data.

Além de Lewandowski, outro destaque polonês foi o goleiro Szczesny, que fez pelo menos três grandes defesas na primeira etapa. Aos 13, em chute de Kanno, evitou que a Arábia Saudita abrisse o placar. No fim da primeira etapa, defendeu pênalti cobrado por Al-Dawsari e operou um milagre no rebote, ao espalmar chute à queima-roupa de Al-Burayk.

Quando defendeu o pênalti e o rebote, porém, Szczesny evitou o empate. Isso porque minutos antes, o goleiro iniciou jogada que terminou com um belo passe de Lewandowski para Zielinkski fazer Polônia 1 a 0.

A segunda etapa foi ainda mais movimentada. Os árabes, que levaram mais perigo em todo o primeiro tempo, mantiveram o bom ritmo de jogo. Empurrados por uma torcida barulhenta, rondaram a área adversária, mas pecaram ora na objetividade, ora na finalização. E acabaram punidos por isso.

Embora com menos posse de bola e clara limitação criativa, a Polônia levou mais perigo quando chegou. e por duas vezes acertou a trave. Na primeira, em belo peixinho de Milik que carimbou o travessão aos 17 minutos. Aos 20 foi a vez de Lewandowski acertar o poste em arremate atrapalhado pelo goleiro árabe.

Parecia que ainda não seria desta vez que o atacante eleito melhor jogador do mundo neste ano pela Fifa acabaria com o jejum em Copas. Mas só parecia. Eram 36 minutos do segundo tempo quando Al Malki vacilou, o polonês roubou a bola e aí não teve jeito. Polônia 2 a 0 e choro copioso de Lewandowski na comemoração.

Valente, a Arábia Saudita ainda tentou reagir, mas voltou a cometer os mesmos erros do primeiro tempo e incomodou pouco até o apito final.

 

Confira outras notícias da editoria ESPORTE clicando aqui.