terça-feira, 16 abr, 2024

TRIBUNA ENTREVISTA: Angelo Galatoli

ENTREVISTA
Divulgação/Sicoob Coopvale

“A gente se preocupa com as pessoas”, essa frase é de Ângelo Galatoti e foi dita em entrevista exclusiva à Tribuna da Imprensa. Presidente da cooperativa Sicoob Coopvale, Ângelo tem na eloquência uma das suas principais características. Bom contador de histórias, transforma qualquer reunião que poderia tender ao formal – como uma entrevista – em um bate-papo agradável.

Engana-se, porém, quem pensa que estamos falando de alguém que diz palavras ao vento ou que se nega a responder quaisquer questionamentos mais espinhosos. Pelo contrário, o entusiasmo com que Ângelo fala sobre cooperativismo é diretamente proporcional e fruto do seu conhecimento de causa.

Além do mais, fato raro em um cenário empresarial tão competitivo quanto o sistema bancário/financeiro, Angelo acredita no que fala, e sabe o que diz.

Confira abaixo os principais trechos da conversa.

 

VANTAGENS DA COOPERATIVA

 

A cooperativa tem mais possibilidades de atender o público de forma personalizada. Um atendimento consultivo de acordo com a necessidade do cliente, e não apenas aquela cesta de produtos e serviços padronizada dos bancos de uma forma geral.

No cooperativismo os associados são mais do que clientes, são também donos do negócio. As cooperativas têm um processo democrático, por exemplo, eu sou presidente do conselho de administração, acabei de ser reeleito em abril. Mas qualquer associado pode se candidatar aos cargos de conselheiros, basta atender aos requisitos do estatuto social da cooperativa.

 

SISTEMA BANCÁRIO COOPERATIVADO

 

Eu acho que vai acontecer. Não sei quando, nem se vou estar vivo para ver isso. Mas chegará o momento em que a balança entre bancos e cooperativas financeiras estará mais equilibrada. Por exemplo, na Alemanha, o percentual de instituições financeiras cooperativas é cerca de 42% em relação aos bancos. Hoje em dia aqui no Brasil já melhorou muito, está em 8%, antigamente era 2%.

O sistema cooperativo está em expansão no mundo inteiro. Ano a ano temos um número maior de associados. No cooperativismo os associados participam dos resultados financeiros da cooperativa, recebendo as sobras (que seria o lucro do exercício) de forma proporcional às operações realizadas pelo associado. Ou seja, quanto mais a pessoa utiliza os produtos da cooperativa, como cartões, investimentos, seguros, etc, maior será a sua participação nessa distribuição das sobras. No ramo cooperativo, que é sem fins lucrativos, não é utilizada a palavra “lucro” e sim “sobras”.

 

FORTALECIMENTO DA MARCA

 

O Sicoob tem investido em dar maior visibilidade à marca e disseminar a cultura cooperativista, por exemplo, com grandes campanhas na mídia, estamos no enredo da novela Terra e Paixão para alcançar um grande público e mostrar aos brasileiros que o cooperativismo é um negócio sustentável, que promove o desenvolvimento da comunidade. Apesar de alguns estados como Minas Gerais já terem o ramo cooperativista fortalecido, precisamos alcançar mais pessoas, por isso estamos também no campeonato brasileiro das séries A, B e C, para todos conhecerem o Sicoob.

 

ABERTURA DE AGÊNCIAS

 

Não nos esquivamos de abrir agências, apesar de termos uma boa estrutura de funcionamento digital, o Sicoob tem a maior rede de atendimento presencial do Brasil, estamos presentes em 386municípios. Aqui no Rio de Janeiro mais de 40% dos municípios tem agência do Sicoob. E vamos abrir mais.

Temos que pensar na população, principalmente mais no interior, nas zonas de agro. Há locais em que se precisa andar duas horas até chegar a uma agência. É lá que queremos chegar para democratizar o acesso a produtos e serviços financeiros.

 

EDUCAÇÃO, AUTONOMIA FINANCEIRA e LADO SOCIAL

 

Por ser uma instituição cooperativa, não temos fins lucrativos e temos preocupação em desenvolver a comunidade.

O Sicoob é uma instituição financeira diferente, para dar uma resposta direta, o que o Sicoob quer é a autonomia financeira da população. A gente se preocupa com as pessoas. Assim conseguimos trazer os clientes que não chegam aos bancos.

Buscamos trabalhar com a educação financeira, divulgar conteúdos educativos gratuitos para a população. O Instituto Sicoob oferece um curso gratuito 100% online para quem deseja aprender mais sobre como se organizar financeiramente.  Há um formato para MEI e uma versão elaborada para pessoa física em geral, inclusive jovensa partir de 15 anos de idade já pode acessar o curso online. Falar sobre educação financeira é importante e o Brasil nunca se preocupou com isso.

No curso Se Liga Finanças Online é possível aprender a planejar seu orçamento para conquistar objetivos a longo prazo, basta acessa o link para se cadastrar, e na última janela da inscrição selecionar Sicoob, digitando na segunda linha o n° 4230 da cooperativa Sicoob Coopvale.

Link do curso Se Liga Finanças Online: https://seligafinancas.institutosicoob.org.br

O Instituto Sicoob também tem projetos para divulgar o cooperativismo, iniciativas que são feitas em parcerias com escolas públicas e privadas, como o Projeto de Cooperativa Mirim. Imagina um garoto de 12 ou 13 anos sendo eleito presidente de uma cooperativa escolar.

 

Confira outras matérias da editoria EMPRESAS clicando aqui.