terça-feira, 16 abr, 2024

Olhar preço na internet antes de ir às compras vira hábito

preço
Foto: Leeloo Thefirst:

Três a cada quatro pessoas que realizam uma compra nos shoppings costumam pesquisar, antes, o preço da mercadoria na internet. Essa é uma das descobertas de uma ampla pesquisa sobre o hábito dos consumidores realizada pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

A pesquisa de preço utilizando os canais online não é vista como uma surpresa pela associação. No estudo, a Abrasce aponta esse novo hábito como uma oportunidade para apoiar a digitalização dos lojistas de pequeno e médio porte. Dessa forma, estes oferecem mais possibilidades aos clientes deste perfil.

A pesquisa também mostrou que 43% do total de consumidores que participaram do questionário declaram já ter feito compra em algum canal digital de shopping center. Os movimentos ocorrem no site oficial, WhatsApp ou outro meio eletrônico. E 35% possuem algum aplicativo de shopping no celular.

Apesar da concorrência com o comércio eletrônico, o shopping ainda cumpre seu papel como centro de compras. Contudo,  outras atrações tem um peso da vez mais relevante. Para 43% dos entrevistados, as compras são a principal razão para uma visita. Entretanto, outros 31% dizem que vão pelo lazer, 21%, pela alimentação, e 5%, pelos serviços.

Entre outros dados, o levantamento pontua que 24% consideram a localização como o fator mais importante na escolha do shopping. Todavia, 22% optam pelo empreendimento a partir do mix de lojas.

Segurança

Já 46% dos consumidores inegavelmente preferem comprar em shopping por considerá-lo um local seguro. E 36%, em suma o avaliam como um local prático para resolver as necessidades do dia a dia.

Entre os frequentadores, 65% vão ao shopping com veículo próprio. O tempo médio de permanência é de 80 minutos.

“Conhecer mais profundamente os frequentadores e captar seus sentimentos e percepções são atitudes fundamentais para o setor de shopping centers, que foi extremamente resiliente durante a pandemia e que agora está retomando com força total seu papel no cotidiano das pessoas”, afirmou, em nota o presidente da Abrasce, Glauco Humai.

 

Confira outras notícias da editoria ECONOMIA clicando aqui.