quinta-feira, 23 maio, 2024

Cantor Tony Bennett morre aos 96 anos

Cantor
Foto: Marion Curtis

O cantor Tony Bennett morreu nesta sexta-feira, 21, aos 96 anos, nos EUA. O intérprete atemporal cuja devoção às canções clássicas americanas e habilidade para criar novos paradigmas em músicas como I left my heart in San Francisco teve uma carreira de décadas que lhe trouxe admiradores desde Frank Sinatra até Lady Gaga. Ele faria aniversário em apenas duas semanas.

A publicitária Sylvia Weiner confirmou a morte de Bennett à Associated Press, dizendo que ele morreu na cidade natal, Nova York. Ademais, não houve indicação de uma causa específica para a morte. Entretanto, Bennett foi diagnosticado com a doença de Alzheimer em 2016.

Inegavelmente o último dos grandes cantores de salão de meados do século 20, Bennett costumava dizer que a ambição ao longo da vida era criar “um catálogo de sucessos em vez de discos de sucesso”. Desse modo, ele lançou mais de 70 álbuns. Em suma, ganhou 19 Grammys – todos menos dois depois que ele chegou aos 60 anos. Além disso, desfrutou de um afeto profundo e duradouro de fãs e outros artistas.

Bennett, por si só, era conhecido como o “herdeiro aparente” de Frank Sinatra, assumindo o legado do jazz pop. Só para ilustrar, dos anos 50 até a atualidade, o artista teve uma carreira marcada por duetos com grandes vocalistas. Em resumo, parceiros de diversos gêneros musicais, chegando a ter mais de 40 colaborações em um só disco.

Relembre algumas dessas parcerias
Lady Gaga

Depois de convidar a artista para o dueto The Lady is a Tramp, Bennett e Gaga desenvolveram uma parceria de uma década, resultando nos álbuns Cheek to Cheek (2014) e, por fim, Love For Sale (2021), disco derradeiro do crooner. As colaborações da dupla renderam 2 Grammys de Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional.

Frank Sinatra

Grande ídolo de sua carreira, Sinatra foi uma das parcerias preferidas de Bennett. “Eu era o favorito dele e ele era meu favorito”, afirmou Tony para o Tonight Show With Jimmy Fallon. Confira a apresentação de My Kind of Town, em 1977:

Amy Winehouse

Uma das mais estelares representantes do jazz no século 21, Winehouse “fez uma performance comovente” ao lado de Bennett, segundo o artista. A colaboração da dupla para o disco Duets 2, de Tony, foi a última gravação da cantora antes de sua morte prematura em 2011.

Judy Garland

Em 1963, Tony participou do The Judy Garland Show, esbanjando carisma ao lado da estrela de O Mágico de Oz. A dupla exibiu seus exímios vocais em uma versão de I Left My Heart In San Francisco, conhecida como “canção assinatura” de Bennett.

Paul McCartney

Entre as parcerias de Duets, An American Classic (2006), Tony gravou uma versão elegante de The Very Thought of You com Paul McCartney. Admirador da canção, o ex-Beatle descreveu o dueto como “especial”.

Elton John

Ao gravar com o pianista, Bennett se disse impressionado. “Gravamos em três takes”, afirmou o crooner. Já Elton chamou Tony de “o cara mais legal do planeta”. O dueto foi a música Rags to Riches, em que o britânico cantou e tocou piano.

Celine Dion

Celine e Tony também gravaram juntos para o disco de duetos de 2006. A dupla cantou uma versão de If I Ruled The World, com notáveis vocais da artista.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

Confira outrras notícias da editoria CULTURA clicando aqui.