terça-feira, 16 abr, 2024

YouTube restaura canal de Donald Trump

Donald Trump
REUTERS/Jonathan Ernst

 

Da Agência Reuters

 

O YouTube, da Alphabet, disse nesta sexta-feira que suspendeu as restrições ao canal do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, depois de uma suspensão de mais de dois anos após o ocorrido no Capitólio em 6 de janeiro de 2021.

Trump agora tem acesso aos principais veículos para arrecadação de fundos políticos e a capacidade de alcançar seus 146 milhões de seguidores combinados nas três principais plataformas de tecnologia, enquanto se prepara para outra disputa pela presidência em 2024.

“Nós avaliamos cuidadosamente o risco contínuo de violência no mundo real, enquanto equilibramos a chance de os eleitores ouvirem igualmente os principais candidatos nacionais na corrida para uma eleição”, disse o YouTube em um tuíte, referindo-se à decisão.

A Meta Platforms restabeleceu as contas de Trump no Facebook e Instagram no início deste ano, enquanto sua conta no Twitter foi restaurada em novembro pelo novo dono Elon Musk.

A equipe de campanha de Trump não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

O YouTube baniu Trump em 2021 por violar sua política de incitar a violência depois que seus apoiadores entraram no Capitólio dos Estados Unidos quando o Congresso começou a certificar a vitória de Joe Biden na eleição presidencial.

 

Confira outras notícias da editoria CIÊNCIA e TECNOLOGIA clicando aqui.