sexta-feira, 17 maio, 2024

Ciência e Tecnologia

Hacktudo 2023 terá descarte correto de eletrônicos

Hacktudo
Divulgação

Neste final de semana (28 e 29), a Cidade das Artes recebe o Hacktudo, um dos maiores festivais de cultura digital do Brasil. Em sua sétima edição, o evento contará com diversas atrações. Dentre elas, laboratórios, oficinas, atividades interativas para diversos públicos. Além disso, uma exposição de Van Gogh em realidade virtual e pontos para descarte de resíduos eletrônicos.

Já conhecido entre os fãs de tecnologia do Rio de Janeiro, o Hacktudo deste ano tem o objetivo de expandir a inclusão social e tornar o universo digital mais interessante para diferentes idades e profissões. Nesta quinta-feira (29), o evento deu seu pontapé inicial com o HackConference. A mesa contou com profissionais mulheres renomadas no mercado digital, que analisaram e explicaram os mais variados temas que abrangem o uso de Inteligência Artificial.

Sábado e domingo, o evento contará com corrida de drones, exposição de artes, painel para escalada que simboliza uma placa mãe de computador e cenários nostálgicos sobre a evolução da tecnologia. Estes reunirão equipamentos mais antigos e coloridos que marcaram épocas. A criação dos painéis teve o apoio da Circoola. A startup de coleta de resíduos eletrônicos domiciliar 100% gratuita atende Rio de Janeiro, Baixada e Niterói.

 

Público poderá levar eletrônicos sem uso para descartar no evento

Além de aproveitar diversas imersões e atividades culturais, o público terá à disposição coletores da Circoola. Assim, todos que comparecem ao evento na Cidade das Artes podem levar seus eletrônicos sem uso para descarte. Só para exemplificar, poderão ser levadas pilhas, baterias, celulares, carregadores, fones de ouvido, cabos, entre outros.

“Neste ano, a Circoola estará no Hacktudo com coletores para descarte de eletrônicos sem uso e também nos painéis do evento. Com nosso trabalho de coleta deste tipo de resíduo, recebemos diversos equipamentos que foram cedidos e se tornaram parte da cenografia por serem nostálgicos e impactantes. Assim, esperamos conscientizar um novo público, interessado em cultura digital”, explicou Ysmar Vianna, sócio-fundador da startup.

 

Hacktudo
Foto: Luan Dutra

 

A conscientização sobre o descarte correto de resíduos eletrônicos tem se tornado cada vez mais forte no Rio de Janeiro. Afinal, o Brasil é o quinto maior gerador deste tipo de lixo do mundo e se jogados fora da maneira errada, esses equipamentos podem poluir ecossistemas inteiros, já que contam com metais pesados em sua composição, como chumbo, cádmio e mercúrio.

Em pouco mais de um ano de atuação, a Circoola já coletou e deu a destinação correta para mais de 100 toneladas de eletrônicos e eletrodomésticos sem uso. Para agendar uma coleta domiciliar gratuita, basta acessar o site www.circoola.com.br.

 

Confira outras notícias da editoria CIÊNCIA e TECNOLOGIA clicando aqui.