sábado, 13 abr, 2024

Audiência sobre a Covid-19 acontece em Bruxelas

Divulgação

 

Da Tribuna da Imprensa

 

Nesta quarta-feira, dia 3 de maio, médicos, cientistas renomados que fizeram pesquisas importantes durante a pandemia estarão no Parlamento Europeu em Bruxelas, Bélgica, em uma audiência pública para cobrar mudançasa toda a classe politica mundial.

Dr. Robert Malone, Professor Didier Raoult, Dr. Ryan Cole, Dr. Harvey Risch, Dra. Jessica Rose, Dra. Natalia Prego e Dr. Pierre Kory são alguns dos nomes importantes que apresentarão seus estudos e dados científicos.

Será transmitido ao vivo. Para assistir, com tradução para sete idiomar, basta clicar no link abaixo.

https://ep.interactio.eu/z7ns-pms8-94kx

O site oficial do evento, que tem versão em português, divulgou uma declaração para informar as intenções daqueles que fazem parte do congresso internacional. Confira na íntegra abaixo.

 

“Nós, os povos do mundo , declaramos que temos o poder e a obrigação de rejeitar a tirania e o dever de proteger fortemente os direitos concedidos por aqueles que nos antecederam.

Nós, os povos do mundo , exigimos o término imediato de todos os mandatos opressivos, segregativos, distópicos, tirânicos e divisivos que foram impostos globalmente sob a premissa de uma pandemia declarada.

Nós, os povos do mundo , exigimos que os governos devolvam todos os poderes aos profissionais médicos e científicos para tratar pacientes com base na ciência, conhecimento e experiência, em vez de mandatos impostos.

Nós, os povos do mundo , exigimos que as relações médico-paciente sejam restabelecidas, permitindo que todos os profissionais médicos pratiquem sem medo de punição.

Nós, os povos do mundo , exigimos liberdade para escolher nossos próprios tratamentos médicos com base em dados científicos sem censura e transparentes e pesquisas livres de coerção, punição ou ameaça.

Nós, os povos do mundo , exigimos o direito de recusar tratamentos médicos baseados em crenças de saúde, consciência ou religião e exigimos que nossos direitos infringidos à autonomia corporal sejam devolvidos imediatamente.

Nós, os povos do mundo , exigimos que todo emprego que foi encerrado por causa da recusa em tomar uma droga experimental seja restabelecido imediatamente e/ou indenize o indivíduo por toda a renda perdida.

Nós, os povos do mundo , exigimos a cessação imediata dos poderes governantes que decidem o curso médico de nossos filhos. Exigimos que qualquer tratamento médico dado a uma criança sem o consentimento dos pais ou responsáveis seja punível nos termos da Lei.

Nós, os povos do mundo , exigimos a divulgação imediata dos dados médicos e científicos, bem como estatísticas precisas de todas as vacinas e medicamentos que foram obrigatórios durante esta pandemia declarada.

Nós, os povos do mundo , estamos aplicando o Artigo 6, Seção 3 do Código de Nuremberg, que afirma que: Em nenhum caso um acordo coletivo da comunidade ou o consentimento de um líder comunitário ou outra autoridade deve substituir o consentimento informado de um indivíduo.

Nós, os povos do mundo , exigimos que toda a responsabilidade seja imposta aos fabricantes de medicamentos e que eles sejam responsabilizados por todas as mortes e lesões causadas pelo medicamento.

Nós, os povos do mundo , exigimos uma investigação completa de toda corrupção e conflitos de interesse em torno desta pandemia declarada e que cada parte culpada seja punida e condenada por cada morte e/ou lesão causada pelos mandatos ou coerção, incluindo todos suicídios.

Nós, os povos do mundo , declaramos que é nosso direito e dever inalienáveis exigir imediatamente o retorno de nossas liberdades, verdade, liberdades e nosso direito à busca da felicidade.

É nosso dever e direito restaurar nosso mundo removendo o poder dos líderes destrutivos e colocando-o de volta nas mãos do povo. Fomos chamados a lutar por nossas liberdades para evitar que nosso mundo seja invadido por mãos egoístas e corruptas. Graças àqueles que nos antecederam, nascemos livres e é nosso dever proteger nossos filhos e deixá-los um mundo onde suas liberdades e direitos estejam intactos.

Todos os direitos que renunciamos serão perdidos para sempre. Não podemos fazer isso acontecer.

Que este seja o nosso legado. Unidos venceremos.”